AGED interdita mais de 5,7 mil litros de agrotóxicos em fiscalizações no Maranhão

Por Vitrine Modelo em 19/06/2021 às 14:20:06

Os produtos foram apreendidos durante ações em propriedades rurais nos municípios de Cidelândia e Itinga do Maranhão, localizados no interior do Maranhão. AGED interdita mais de 5,7 mil litros de agrotóxicos em fiscalizações no Maranhão

Divulgação/AGED

A Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) apreendeu mais de 5.757 mil litros de agrotóxicos durante fiscalizações em propriedades rurais do Maranhão. As ações foram realizadas entre os dias 15 e 18 de junho, nas cidades de Cidelândia e Itinga do Maranhão.

Durante a ação, foram fiscalizados propriedades de gado de corte, de produção de hortaliças e de produtores de eucalipto e de grãos. Ao todo, 13 propriedades rurais foram fiscalizadas nos dois municípios e em São Francisco do Brejão.

Em uma propriedade em Cidelândia, foram apreendidas 5.580 litros de herbicidas. Em Itinga do Maranhão, em uma propriedade de gado de corte, 63 litros de herbicidas foram interditados. Em outra de produção de grãos, também no município, foram interditadas 145 litros de inseticidas.

Segundo a AGED, agrotóxicos vencidos e sem cadastro são alvos de interdição da agência. Com isso, o produto é apreendido e seu fabricante é notificado para que realize o recolhimento.

Em seguida, os produtores foram orientados sobre o uso correto e seguro dos agrotóxicos, assim como do armazenamento e devolução das embalagens vazias conforme a legislação vigente.

Além disso, também foi realizada a inspeção das embalagens cheias e vazias dos agrotóxicos encontradas nas propriedades. Nos locais, foram observadas a presença de glifosato nas propriedades e recomendou-se seguir a recomendação de rótulo e bula.

A Aged também realizou o levantamento fitossanitário das pragas de pastagem. Produtores rurais relataram ataques ocasionais de lagartas desfolhadoras e cigarrinhas das pastagens.

Na inspeção nas áreas de grãos, foi constatada muita infestação de capim amargoso na entressafra, mas sem ocorrência de Amaranthus palmeri. Dentre as pragas nas áreas de hortaliças houve relatos de ataque de mosca branca e de tripés e em áreas florestais, as formigas cortadeiras são os maiores problemas apontados pelos produtores.

Fonte: G1

Comunicar erro

Comentários